Violência doméstica e violência sexual contra crianças e adolescentes serão debatidas em seminário

Inscrições vão até o dia 9 de setembro.

 

No dia 13 de setembro, será realizado o seminário Violência doméstica e violência sexual contra crianças e adolescentes, promovido pela EPM, em parceria com a Coordenadoria da Infância e da Juventude (CIJ). O evento acontecerá das 10 às 12h30, no auditório do Gade MMDC (Av. Ipiranga, 165).

 

As inscrições são gratuitas e abertas a magistrados e servidores do Tribunal de Justiça de São Paulo, promotores de Justiça e servidores do Ministério Público, defensores públicos e servidores da Defensoria Pública, integrantes e servidores das secretarias estaduais e municipais, advogados, delegados, assistentes sociais, psicólogos, profissionais da Rede de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente e demais interessados.

 

São oferecidas 400 vagas presenciais e 600 vagas para a modalidade a distância. Haverá emissão de certificado de participação aos inscritos que apresentarem frequência integral.

 

Inscrições: estão abertas até o dia 9 de setembro. O interessado deverá acessar a área Inscrições do site da EPM, preencher o campo CPF e escolher o curso. Magistrados e funcionários do TJSP deverão preencher login e senha do correio eletrônico e seguir as instruções. Alunos e ex-alunos da EPM sem vínculo com o TJSP deverão preencher usuário e senha de acesso à “Sala de alunos”, conferir os dados e, se for o caso, atualizá-los. Os demais interessados deverão preencher a ficha completa. Em seguida, deverá ser selecionada a modalidade desejada (presencial ou a distância). Após o envio da ficha, oportunamente, será remetido e-mail confirmando a inscrição.

 

Os matriculados na modalidade a distância deverão aguardar o login e a senha de acesso às aulas, que serão enviados para o e-mail informado na ficha de inscrição até o dia 12 de setembro.

 

Confira outras informações no edital.

 

Programa:

 

10h – Abertura

Francisco Eduardo Loureiro desembargador diretor da EPM

Eduardo Cortez de Freitas Gouvêa – desembargador coordenador da CIJ

Antonio Carlos Malheiros – desembargador integrante consultor da CIJ

Hertha Helena Rollemberg Padilha de Oliveira – juíza presidente do Instituto Paulista de Magistrados (IPAM)

Paulo Roberto Fadigas Cesar – juiz da Vara da Infância e da Juventude do Foro Regional VI – Penha de França e integrante da CIJ

Iberê de Castro Dias – juiz assessor da Corregedoria Geral da Justiça e integrante da CIJ

 

10h20 – Fala inicial

Hertha Helena Rollemberg Padilha de Oliveira – juíza presidente do Instituto Paulista de Magistrados (IPAM)

 

10h40 – Importância da sensibilização de crianças, adolescentes, suas famílias e das instituições educacionais para a temática da violência doméstica e da violência sexual/Projeto Eu tenho voz

Dalka Chaves de Almeida Ferrari Psicóloga pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, psicodramatista, didata e supervisora pela Federação Brasileira de Psicodrama, especialista em Violência Doméstica pelo Laboratório de Estudos da Criança do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, docente e membro da Diretoria do Instituto Sedes Sapientiae e coordenadora-geral do Centro de Referência às Vítimas de Violência do Instituto Sedes Sapientiae

 

11h20 – Apresentação da peça Marcas da infância – pesquisa cênica para reverberar as vozes no combate das violências físicas e sexuais na infância e adolescência (não haverá transmissão da peça para os inscritos na modalidade a distância)

Cia. Narrar Histórias Teatralizadas

 

12h – Perguntas, debates e encerramento

 

 

Mais informações: Coordenadoria da Infância e da Juventude do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, por intermédio da DAIJ 2.3 – Serviço de Eventos e Integração – daij2.3@tjsp.jus.br.

Telefones: 2171-4801 e 2171-6425

 

LS (arte)